Mas afinal, qual a relação ente a ovulação e o ciclo menstrual?

Durante os anos de vida reprodutivos, as mulheres apresentam períodos menstruais regulares e mensais porque elas ovulam regularmente todos os meses. Os óvulos amadurecem dentro de estruturas arredondadas e cheias de fluído, os folículos. No começo de cada ciclo menstrual, enquanto a mulher ainda está menstruada, um hormônio produzido por uma glândula chamada hipófise, localizada no cérebro, faz com que um grupo de folículos cresçam rapidamente nos ovários. Este hormônio hipofisário que estimula os folículos chama-se FSH (follicle stimulating hormone ou em português, hormônio estimulador de folículos).

Normalmente o nível de FSH se mantém um valor não muito alto, permitindo que logo ocorra um mecanismo de seleção desses folículos, para que apenas um alcance a ovulação. Assim, apenas um destes folículos vai atingir a maturidade e soltar um óvulo, enquanto que os demais vão parar de crescer e se degenerar.


A gravidez ocorre se este óvulo for pego pela trompa para ser levado para o útero, encontrando assim espermatozoides no caminho e sendo fertilizado por um deles. O óvulo fertilizado forma um embrião, que deve se implantar no interior do útero, na camada chamada endométrio, para conseguir continuar se desenvolvendo e formar o bebê. Se a gravidez não ocorrer, este endométrio que estava preparado para receber o embrião se descama dando origem ao fluxo menstrual, e tudo se inicia novamente.


Durante o início da adolescência é comum as meninas terem ciclos irregulares, isso é uma consequência da ovulação irregular: é o corpo ainda se ajustando ao novo padrão. Por volta dos 16 anos normalmente as meninas já estabeleceram padrões regulares de ovulação, resultando em ciclos menstruais regulares. Os ciclos menstruais de uma mulher normalmente permanecem regulares, com duração entre 26 e 35 dias, até por volta dos 40 anos, quando se nota um encurtamento dos ciclos menstruais: a menstruação começa a “adiantar”. Com o passar do tempo, começa a acontecer de demorar para ovular, resultando em meses sem menstruação. Mais adiante, a ovulação e consequentemente a ovulação vai se tornando cada vez mais infrequente até que cesse totalmente. Quando a mulher fica sem menstruar por 1 ano seguido, é dito que ela entrou na menopausa.


Conforme a mulher envelhece, a fertilidade reduz em consequência de mudanças naturais que ocorrem nos ovários, relacionadas à idade. Diferentemente dos homens, que produzem espermatozoides continuamente durante toda sua vida, as mulheres já nascem com todos os seus óvulos prontos dentro de folículos nos ovários. Ao nascer uma menina tem cerca de 1 milhão de folículos. Ao alcançar a puberdade, essa quantidade já reduziu para cerca de 300 mil óvulos. A grande maioria desses folículos não chegam a ovular, são “desperdiçados” em um processo de perda chamado atresia. Atresia é um processo degenerativo que ocorre independente de a mulher estar grávida, de ter ciclos menstruais regulares, de usar pílula anticoncepcional ou de estar fazendo tratamento de fertilização in vitro.


Encontrou o que estava procurando?
Caso ainda tenha dúvidas mande sua pergunta pelo Face ou Instagram, junto com #respondedr. Sua pergunta será então respondida nos grupos da SEMEAR.
https://www.facebook.com/groups/FIVribeiraoSEMEAR/
https://www.instagram.com/semearfertilidade/

Dúvidas 

WhatsApp (16) 99644 9535

Agendamentos

Voz e WhasApp (16) 3234 4020

                         (16) 99276 9801

  • SEMEAR WhatsApp
  • SEMEAR Grupo Fechado Facebook

SEMEAR Facebook

Grupo Fechado

Conheça mais sobre nosso trabalho.

  • @semearfertilidade
  • #semearfertilidade
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Spotify
Responsável técnico médico:  Carolina Nastri CRM-SP:104.808

© 2020 por SEMEAR fertilidade.